Desde que as empresas descobriram que o cliente é figura fundamental para sua sobrevivência escuto a seguinte consígnia: “trate o cliente como você gostaria de ser tratado”. Na realidade estamos buscando exercitar o sentimento de empatia em relação a quem garante a continuidade de sua empresa e, por conseqüência, de seu emprego.

No entanto existe aí um grande equívoco!
No programa de hoje do Marcia Luz TV vou mostrar porque.

 

CONTINUE LENDO…