O Refém Emocional

O Refém Emocional.

Hoje quero conversar com você a respeito de suas emoções. Pierre Weil, em seu livro “O corpo fala”, compara o ser humano com uma esfinge composta por três animais: a águia, que fica na cabeça e representa a inteligência; o boi que se localiza nos quadris e é responsável pelos instintos de fome, sede e reprodução; e o leão, que fica no coração e simboliza as emoções.
Acontece que na maioria das pessoas a águia e o boi caminham muito bem, mas o leão mais parece um gatinho assustado.
Leslie Cameron-Bandler e Michael Lebeau, autores do livro “O refém emocional” afirmam que todas as emoções são úteis; nossa cultura é que as diferencia em boas ou ruins. Na realidade cada uma delas atende a um propósito distinto e se forem bem empregadas só trazem benefícios para os seres humanos. Veja aqui alguns exemplos:
– O medo sinaliza que você pode estar correndo um risco e precisa ficar atento;
– A raiva que você precisa reagir e aprender a dar limite ao outro;
– A tristeza ou luto faz com que você se recolha à sua caverna para se recompor;
– A frustração permite que você entre em contato com o fracasso e se prepare para retomar seu objetivo;
– A decepção propicia que você desista e às vezes é hora de desistir mesmo. – A ansiedade indica que você está apreensivo a respeito de algo que vai acontecer e a dica talvez seja se preparar mais e visualizar imagens de sucesso e não de fracasso.

O perigo é quando a emoção toma conta de você e te paralisa, e aí no lugar de colocá-la para trabalhar a seu favor, você vira refém dela. É o caso do adolescente que não faz amigos por timidez; do executivo que perde oportunidade de assumir um cargo de liderança porque tem medo de falar em publico ou da dona de casa que não tenta ingressar no mercado de trabalho porque se sente insegura para enfrentar uma entrevista de emprego. A questão é que acreditamos que as emoções acontecem dentro de nós e não temos como escolher o que e quando sentir. Mas isso não é verdade. Você pode controlá-las, ser o comandante do navio. Veja bem, estou falando de controlá-las e não ignorá-las ou evitá-las. No programa de hoje do Marcia Luz TV eu vou ensinar como fazer isso, com dicas super simples e práticas para que você comece a ser senhor de suas próprias emoções a partir de agora.

 

Lembre-se: a qualidade das suas emoções definem a qualidade da sua vida.

Por favor, deixe um comentário abaixo com suas respostas.
Agradeço antecipadamente por você ler, assistir e compartilhar!

Acredito que estamos construindo um espaço rico em aprendizagens para todos nós.

Estarei de volta toda terça-feira com novos episódios do Marcia Luz TV.

Mande suas dúvidas para plenitude@marcialuz.com.br e obtenha suas respostas aqui no programa.

Um forte abraço

Marcia Luz



Uma Resposta

  1. zoraia leite da silva

    17|mai|2015 1

    Adorei!!!!!!!!!!!!!!!!


Deixar uma resposta